A única verdade sobre mim

A única verdade sobre mim
é que eu quero ser bem vista pelos olhos da sua alma

é que eu quero as suas mãos ao redor do meu pescoço
e a sua respiração ofegante bem perto da minha.

A única realidade sobre mim
é que eu sou uma caixinha de surpresas
é que não me conheço e nem sei quem sou
muito menos o que vou querer hoje, amanhã ou depois
mas sei que quero o seu sorriso largado ao meu.

Os dias passam, as horas voam, e você não me volta nem em sonho
vivo então a certeza de não ter certeza de nada
de sentir o inconveniente à flor da pele
a angústia e a agonia entaladas na garganta
o olhar caído, inchado, e vazio no espelho
uma mente sempre em alerta confundindo rostos
murmurando sentimentos amontoados uns aos outros.

A verdade
é que eu ando por aí respirando outros ares
quando sei que o seu cheiro ainda perambula por esta cidade cinza

Por onde anda a sua metade de alma
enquanto o seu peito definha aos poucos na saudade?


9 comentários:

  1. Eu estou aqui, sempre estarei.

    ResponderExcluir
  2. Esse desfecho foi espetacular! Lindo poema, moça <3
    dezoitoemponto.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muitíssimo obrigada, moça. <3 Amei o seu blog, viu?

      Beijos!

      Excluir
  3. Ola Linda, Tudo Bem?
    Adoro o post, Obrigada:)
    Kisses Open Kloset
    Novo post:http://openklosetfashion.blogspot.pt/2016/05/sushi-design-restaurant.html
    Passatempo 420€: https://www.facebook.com/openklosetfashion/posts/781623398641842:0

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, tudo sim! Que bom que gostou, fico feliz. :)

      Beijos!

      Excluir
  4. Amei o poema, lindo, apesar de triste.
    Beijos

    ResponderExcluir