Universo

Sentei no meio fio da vida, lembrei-me do trânsito do tempo
Escalei sonhos descabidos, e costurei teu rosto em anúncios
Minha pele rasga em segundos, minhas veias ultrapassam fronteiras
Tudo dentro de mim é teia, na ausência de ti que estou.

Não morra, mas não se revigore
Eu tanto posso não voltar, como posso também morar em ti
Eu não tenho paradeiro, querido, meus segundos são vidas
Nada além de mim, tudo além de nós... Quando se trata dos quadros e estrofes que eram nossos, e estão sós.

Me limite só não me licite.
Moro na raiz quadrada da vida, e meu peito na estrada do mundo
Meu bem, o céu sente saudades de olhar para ti...


10 comentários:

  1. Que lindo, Bárbara!!
    E a imagem tbm ;))

    Bjoo'o
    flores-na-cabeca.blogspot.co

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, muito obrigada! Fico imensamente feliz em saber que gostou. <3
      Beijo!

      Excluir
  2. uau..
    Super lindo..
    parabéns..
    Makeeando

    Faça parte do nosso grupo no Facebook

    Super Blogueiras (Makeeando)

    ResponderExcluir
  3. Lindo! Você escreve muito bem. Parabéns!

    Beijos,
    http://www.blogcrispinheiro.com/

    ResponderExcluir
  4. Guria tu escreve muito bem.
    Sério, adorei.
    Eu também escrevo: textos; poesias e histórias.
    seguindo
    bjs
    http://mariihpaiva.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Que lindo o texto Guria! Parabéns,você leva jeito! parabéns ♥ Beijão ♥

    Blog: http://garotarudeduas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico imensamente feliz em ler isso. <3
      Muito obrigada mesmo!
      Beijo!

      Excluir