Des(foque-se)!

As imagens tem som. As imagens tem cheiro. As imagens em cor trazem à memória toda a plenitude do instante. Um foco de luz em nossa retina que se espalha pelos nervos e que transmitem luz e de luz em luz a imagem cria existência. Como coisa em si, que se transmite a nós. Mesmo as trevas, são luz dentro da imagem. Mesmo cegueira, cria luzes quando imaginamos. Por isso sabemos que existimos. E que as coisas podem, mesmo que ocultamente, terem seu brilho se nos abrirmos à luz... que já está em nós.

Nenhum comentário:

Postar um comentário