Geometria Descritiva

O tempo passa sem que eu tenha noção. Fecho meus olhos, e um grande desfile de visões subitamente se inicia… Começo a prestar atenção em uma imagem em particular, ou, mais exatamente, a uma área de meu campo visual interno, onde complexos padrões geométricos entrelaçados provam, numa inspeção mais cuidadosa, ser parte de uma grande serpente, ou talvez uns tubos com cores que ainda não sei definir. Aparentemente vivas, com sua cabeça e sua cauda afastadas de mim, e suas formas não revelam de onde são. Posso distinguir as escamas individuais, retangulares, como janelas… Existe um círculo no centro de cada retângulo, círculos púrpura, girando como um zoom qualquer, brilhando com a luz escura de um outro mundo onde agora estou… Aqui? Onde é aqui? Por que é um lugar onde vejo cores que não existem na vida cotidiana? Por quê eu não posso ficar por aqui e esquecer toda essa realidade que clama por meu nome?

Nenhum comentário:

Postar um comentário